As Claras 

GDF dará assistência gratuita para mulheres empreendedoras

Secretaria de Empreendedorismo e Rede Internacional de Excelência Jurídica do DF atuarão nas áreas trabalhista, tributária e civil, entre outras'






30/7/2020

As milhares de mulheres donas de empresas na capital terão suporte gratuito para negociar problemas nas áreas trabalhista, tributária, administrativa e civil, entre outras, por meio do Núcleo de Resolução de Conflitos para Mulheres Empreendedoras. O projeto é uma parceria entre a Secretaria de Empreendedorismo e a Rede Internacional de Excelência Jurídica do DF. Os atendimentos começarão em agosto.

“A grande parte delas é chefe de família. Por isso, é importante que haja ações para igualar as oportunidades de emprego”
Fabiana Di Lúcia, secretária de Empreendedorismo
A secretária de Empreendedorismo, Fabiana Di Lúcia, destaca que o principal objetivo do núcleo é socorrer as mulheres nesse período de pandemia de Covid-19 e evitar ações judiciais – desafogando, assim, o Poder Judiciário. “Dessa forma, elas deixam de ter gastos financeiros para investir na própria empresa”, ressalta. “A grande parte delas é chefe de família. Por isso, é importante que haja ações para igualar as oportunidades de emprego.”

Luciana Santos, 46 anos, é dona de uma loja de colchão ortopédico há 20 anos. Devido à pandemia, as entregas dos produtos atrasaram e clientes começaram a reclamar, até com ameaças de acionar a Justiça. “Alguns não entendem que é um problema geral. Mas, graças à mediação, que eu nem sabia que existia, consegui resolver esses problemas. As entregas foram feitas e os clientes estão satisfeitos”, relata a empresária.

Atendimento
Inicialmente, os atendimentos serão feitos virtualmente a partir de 3 de agosto, das 8h30 às 12h30, por dez mediadores e dois supervisores. Para fazer o agendamento é necessário encaminhar e-mail para umae@df.gov.br ou recorrer aos telefones (61) 2141-5554 e (61) 2141-5558.

Mas os atendimentos presenciais também serão feitos ao fim da pandemia, uma vez asseguradas as condições mínimas de segurança sanitária. Interessados poderão procurar, tão logo isso seja possível, a Unidade de Apoio à Mulher Empreendedora, em Taguatinga, de segunda a sexta-feira, em dois turnos: das 9h às 12h e das 14h às 18h.


Presidente da Rede Internacional de Excelência Jurídica do DF, Fabíola Riex reforça que os voluntários são capacitados com um curso de mais de 50 horas antes da fase prática. “Além de evitar a judicialização, nosso objetivo também é ajudar essas pessoas psicologicamente. Geralmente elas chegam com medo e saem daqui tranquilas”, diz.

Outros programas
Lançado em junho pela Secretaria da Mulher, o programa Oportunidade Mulher tem como foco incentivar a autonomia econômica e o poder empreendedor delas. Em parceria com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do DF (Fecomércio-DF), o Instituto Avon e a Rede Mulher Empreendedora, são oferecidos cursos e oficinas online gratuitas com esse propósito.

Segundo a secretária responsável pela pasta, Ericka Filippelli, todas as iniciativas voltadas para as mulheres vão ao encontro das determinações do governador Ibaneis Rocha: “Ampliar o acesso delas no mercado de trabalho e, consequentemente, fomentar a economia”, lembra. “Todos esses esforços se somatizam para criar as oportunidades nesses tempos de pandemia”, acrescenta Ericka.

O programa conta com uma equipe exclusiva para orientar, também por telefone e Whatsapp – no número (61) 99315-7717 – como participar dos cursos, oficinas e “lives”. As interessadas deverão fazer a inscrição neste link para receber o calendário das aulas com conteúdos diversificados. Entre os temas abordados estão: mídias sociais, microcrédito, vendas, finanças, estratégias de comunicação e muitos outros.

Fonte: ANA LUIZA VINHOTE, DA AGÊNCIA BRASÍLIA | EDIÇÃO: FÁBIO GÓIS


Comente esta notícia:

Comente esta notícia:

Nome:      E-mail: 

Comentário:





Últimas noticias