As Claras 

Em SP, governo desfaz contrato com fornecedora de tornozeleiras eletrônicas





9/8/2017

Foto: EBC

O governo do Estado de São Paulo desfez o contrato de prestação de serviços relacionado ao monitoramento eletrônico de presos em regime semiaberto e com permissão de saídas temporárias, que desde 2016 estava a cargo da empresa Synergye Tecnologia da Informação Ltda.

Segundo a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), a rescisão, publicada hoje (9) no Diário Oficial do Estado de São Paulo, ocorreu por uma série de falhas nas tornozeleiras.

O órgão não detalhou o problema apresentado pelos equipamentos e informou que a empresa tem prazo de cinco dias úteis, a contar de hoje, para apresentar recurso. Caso a rescisão do contrato seja mantida, a segunda colocada na licitação será convidada a assumir o serviço de monitoramento, obedecendo prazos legais.

Pelo atual contrato, em vigor desde 2016, a Synergye deverá fornecer até 7 mil tornozeleiras.

Procurada pela Agência Brasil, a SAP não revelou o número exato de presos que estão usando tornozeleiras, justificando que a apuração ainda está em andamento.

Edição: Maria Claudia

Fonte: Marli Moreira – Repórter da Agência Brasil


Comente esta notícia:

Comente esta notícia:

Nome:      E-mail: 

Comentário:





Últimas noticias